Feriado

Feriado? Três jogos para entrar em dezembro com emoção garantida

Quarta-feira, dia 1 de dezembro, é feriado em Portugal e o primeiro dia do último mês do ano. Se estás a pensar ir fazer as primeiras compras de Natal, se calhar é melhor adiares essa decisão por uns dias, porque há várias razões para ficares em casa, sentado no sofá, a ver bola de qualidade. É que para as principais ligas europeias não é feriado e há muitos jogos a acontecerem no dia 1. Escolhemos três para ti e, como de costume, podes fazer as tuas apostas no site da Betano.pt.

Bolonha – AS Roma, 17h30

Ao cabo de 14 jornadas, o Bolonha é 9º classificado, com 21 pontos, a quatro do adversário de quarta-feira, a AS Roma de José Mourinho, que é quinta, com 25. Desde 2002/03, que o conjunto da casa não tinha tantos pontos nesta altura do campeonato. O bom momento do Bolonha está bem patente nas três vitórias que alcançou nas cinco partidas mais recentes da Serie A, sendo que a jogar em casa apresenta quatro triunfos, um empate e duas derrotas. 

Já os romanos chegam a esta ronda, na sequência de duas vitórias consecutivas, as quais sucederam a dois desaires seguidos. Fora de casa, a equipa de Mourinho apresenta saldo negativo, com quatro desaires em sete partidas, sendo que venceu na última deslocação, ao campo do Génova.

O Bolonha é atualmente treinado por Sinisa Mihajlovic, que teve uma passagem fugaz pelo Sporting, e as principais figuras da equipa são os avançados Marko  Arnautovic, com seis golos, e Musa Barrow, com quatro. O austríaco chegou a ser treinado por José Mourinho, em 2009/10, quando os dois estavam no Inter de Milão.

Do lado romano, o treinador português tem muitas dores de cabeça, ele que viu a sua equipa vencer o Torino, por 1-0, na última jornada, no Olímpico de Roma. “Apesar de o Torino ser defensivamente forte, esperava fazer mais golos. Mas gosto de vencer assim. Esta vitória agrada-me mais do que um 5-0, porque é um triunfo de sofrimento e do grupo”, disse Mourinho, para depois individualizar. “Tivemos o Cristante com Covid-19, o Veretout castigado e o Pellegrini lesionado. Diawara assinou uma exibição equilibrada, Mkhitaryan fez um jogo tremendo e Pérez teve um trabalho incrível em prol da equipa. Estou muito satisfeito. 

A principal ausência para a difícil deslocação ao campo do Bolonha é mesmo a do capitão Lorenzo Pellegrini, que saiu lesionado do jogo com o Torino ainda na primeira parte, e, de acordo com o Special One, o número 7 dos romanos vai estar de fora algumas semanas. A boa notícia é que o médio francês Veretout volta a estar disponível.

Historicamente, o Bolonha tem muitas dificuldades para levar de vencida o conjunto da capital. Nos últimos dez confrontos, a jogar em casa, averbou apenas uma vitória, em 2018, e ainda seis derrotas e três empates. Na última temporada, os visitados foram mesmo goleados por 5-1, numa altura em que os romanos eram treinados por Paulo Fonseca. De acordo com as odds da Betano.pt, os forasteiros são favoritos neste jogo da 14ª jornada da Serie A. 

Calendário Natal

PSG – Nice, 20h

Entre as principais ligas europeias, é em França que mora o líder mais destacado, o que não surpreende ninguém, ou não estivéssemos a falar do PSG. Ao fim de 15 jornadas, os parisienses têm mais 12 pontos que o segundo, o Lyon, e 14 que o Nice, o adversário de quarta-feira. São ainda o melhor ataque da prova, mas a melhor defesa pertence ao Nice, atualmente comandado por Christophe Galtier, o treinador que conduziu o Lille ao título na última época.

Este feriado, os forasteiros não vão ter vida fácil no Parque dos Príncipes, já que o PSG conta por vitórias os sete jogos que disputou na condição de visitado. Além disso, nas dez últimas ocasiões que as duas formações mediram força em Paris, os visitados venceram sete jogos e empataram três. A última vitória forasteira aconteceu em 2009, por 1-0, mas por outro lado, o Nice tem registado melhores resultados fora de casa do que no seu estádio. 

O conjunto da capital chega a este jogo numa sequência de quatro triunfos consecutivos, já o rival só venceu duas partidas nas cinco rondas mais recentes, tendo averbado uma surpreendente derrota caseira no passado fim de semana frente ao Metz, que luta para não descer de divisão.

Neymar é ausência certa, enquanto Messi parece estar a chegar ao seu melhor momento. Além de se ter estreado a marcar na liga francesa há pouco mais de uma semana, no triunfo por 3-1 frente ao Nantes, o astro argentino registou três assistências na última jornada, em mais uma vitória por 3-1 dos parisienses, desta feita diante do Saint Etienne. Esta foi apenas a terceira vez na carreira que Messi acabou um jogo com três passes certeiros para golo. Quem também esteve em bom plano foi Sergio Ramos, que finalmente se estreou pelo PSG, depois de uma longa recuperação relacionada com uma lesão muscular. 

Do lado do Nice, as principais figuras da equipa moram lá à frente e vão estar disponíveis para dar o seu contributo. Falamos de Amine Gouiri, que já leva oito golos na competição, e do veterano Andy Delort, que tem sete. Ou seja, juntos marcaram 15 dos 25 golos que a equipa tem no campeonato. Segundo as odds da Betano.pt, o PSG é favorito à vitória.

Everton – Liverpool, 20h15

Quando no início da época o Everton anunciou o novo treinador, qualquer adepto do clube ficaria satisfeito com a escolha se lhe dissessem o currículo do novo técnico: passou por clubes como Real Madrid, Liverpool, Inter de Milão, Chelsea, Nápoles e Valência e conquistou uma Liga dos Campeões, uma Liga Europa, à conta do Benfica, um Mundial de Clubes e duas ligas espanholas. O problema é que esse técnico era Rafael Benitez que passou pelo comando técnico do rival dos toffees e isso tornou os feitos alcançados pelo espanhol irrelevantes. 

Só os bons resultados poderiam fazer com os que os adeptos do Everton esquecessem o passado de Benitez, mas nem isso tem acontecido. Muito pelo contrário. O segundo clube de Liverpool está numa sequência negativa de sete jogos sem vencer, com cinco derrotas nas últimas seis jornadas, o pior registo da última década e meia. Não é por isso de estranhar que o Everton esteja neste momento mais perto dos lugares de despromoção do que aqueles que dão acesso às provas europeias, o principal objetivo do clube para esta temporada.

Já o Liverpool visita o estádio do rival neste feriado depois de duas goleadas por 4-0 nas últimas rondas da liga inglesa e ocupa atualmente o terceiro lugar, a dois pontos do líder Chelsea e com menos um que o segundo, o Manchester City. Os reds andam com pontaria afinada e nas 10 jornadas mais recentes marcaram pelo menos dois golos por jogo e os comandados de Jurgen Klopp só perderam uma partida nas últimas 23 disputadas a contar para a Premier League.

O histórico recente aponta claramente para um equilíbrio neste dérbi, sendo que as odds da Betano.pt atribuem o favoritismo aos forasteiros. Os reds não perdem com o rival há dez jogos, para todas as competições, e houve oito empates nos nove jogos mais recentes entre os dois clubes, disputados no Goodison Park.

A lista de indisponíveis do Everton continua a ser longa e uma preocupação para Benitez. Os defesas Yerry Mina e Mason Holgate não contam, assim como os médios André Gomes e Tom Davies e o avançado Dominic Calvert-Lewin, uma das principais estrelas da equipa, juntamente com o brasileiro Richarlison. Do lado dos reds, Roberto Firmino e Naby Keita serão os ausentes mais mediáticos, num onze inicial que deverá ter Diogo Jota, que bisou na última ronda, como titular, ao lado de Mané e Salah. 

Siga-nos e Partilhe: