Grupo E

Grupo E | Tudo em aberto e ninguém pode levantar o pé

O Grupo E era, à entrada para esta última jornada, aquele em mais estava em aberto. A Suécia lidera com quatro pontos e já está apurada, com – pelo menos – o terceiro lugar garantido, mas tudo o resto está em cima da mesa.

Os extremos vão tocar-se nesta última jornada do Grupo E. A Suécia, líder com 4 pontos, recebe a Polónia, de Paulo Sousa e Lewandowski, que está no último lugar, com apenas um ponto. Em caso de vitória sueca garantem o primeiro lugar, mas em caso de vitória polaca, são estes que saem a sorrir e podem até garantir o apuramento imediato. A equipa do selecionador português está, por isso, inteiramente dependente de si própria, mas também sabe que só a vitória interessa. Empate ou derrota significam o adeus ao Europeu.

No outro jogo, Eslováquia – Espanha, estão ambas as equipas dependentes de si próprias. A Eslováquia tem três pontos e seguirá em frente em caso de vitória ou empate, uma vez que um 3º classificado com 4 pontos segue sempre em frente. Já a Espanha precisa de ganhar para se apurar sem fazer mais contas, mas um empate também pode servir, mas só se a Polónia não ganhar. Se isso acontecer, e uma vez que soma três pontos e fica com diferença de golos nula, fica de imediato à frente de Ucrânia e Finlândia no ranking dos terceiros classificados, ambas as equipas com diferença de golos negativa, e garante o apuramento como uma das melhores terceiras classificadas.

No fundo, tirando a impossibilidade de Suécia ficar abaixo do 3º lugar (ou seja, já está apurada) tudo pode acontecer neste Grupo E.

  • A Suécia já está apurada, mas ainda pode ficar em qualquer uma das três posições no grupo. Uma vitória garante o 1º lugar, o empate garante, pelo menos, o 2º lugar, e uma derrota frente à Polónia pode atirar os suecos para o 3º lugar, dependendo depois do resultado entre Eslováquia e Espanha.
  • A Polónia precisa obrigatoriamente de ganhar. Só os 4 pontos interessam à equipa de Paulo Sousa que, se o conseguir, pode até ultrapassar a Suécia na tabela. E, em caso de empate no outro jogo, podem até ser primeiros, dependendo depois da diferença de golos.
  • A Eslováquia precisa de, pelo menos, um ponto para seguir em frente sem recorrer a mais contas. Já uma derrota pode atirar com a seleção para o fundo da tabela – caso a Polónia ganhe – e, por isso, para fora do Euro, mas também os pode deixar no 3º lugar – em caso de empate ou derrota da Polónia. Se assim for, entram na luta pela diferença de golos. Para já, têm um saldo positivo de dois golos.
  • A Espanha ainda não ganhou neste Europeu, mas também ainda não perdeu. Dito isto, um empate pode servir… ou não para os propósitos espanhóis. Vamos a contas: a vitória garante de imediato o apuramento e até pode dar os primeiro lugar a “nuestros hermanos”, caso a Suécia não ganhe. Já em caso de empate o cenário complica-se. Se a Polónia ganhar, então a Espanha está fora do Euro e em último lugar deste Grupo E. Só se a Polónia não ganhar é que um empate serve aos espanhóis. Se assim for, seguem em frente para os oitavos.
Siga-nos e Partilhe: