Já tínhamos saudades de grandes jogos com estádios cheios. O futebol precisava disso e os adeptos também e nos últimos fins de semana o que não tem faltado são dérbis e clássicos apaixonantes, que carregam décadas e décadas de história, estatísticas, curiosidades e rivalidades. E prepara-te, que sábado e domingo volta a haver boas razões para ficares agarrado ao ecrã. Podes apostar nestes grandes jogos no site da Betano.pt, bem como nos restantes jogos das respetivas jornadas.

Chelsea – Manchester City, 25 de setembro, 12h30

São dois dos principais candidatos ao título, juntamente com o Liverpool, e ligeiramente à frente do Manchester United. Sábado, às 12h30, Stamford Bridge será o palco de mais um grande jogo da liga inglesa, com duas equipas que gostam de jogar bom futebol, viradas para o ataque, mas sem esquecer a consistência ofensiva.

Os londrinos seguem na liderança da liga, com quatro vitórias e um empate, juntamente com o Liverpool, enquanto os citizens estão em quinto lugar, a três pontos do primeiro classificado, fruto de três triunfos, um empate e uma derrota. Na última temporada, nenhum dos conjuntos conseguiu usufruir do fator casa frente ao rival, contabilizando-se uma vitória para cada lado, mas na condição de forasteiro. Nos dez confrontos mais recentes entre as duas equipas, em jogos a contar para a liga inglesa e disputados em Londres, o Chelsea venceu metade deles, o Manchester City foi mais forte noutros três e registaram-se ainda dois empates.

Nas cinco jornadas já disputadas, o Chelsea venceu três jogos por 3-0 e só não garantiu os três pontos frente ao Liverpool – empate fora a um golo -, sendo que o calendário não foi amigo dos blues, uma vez que já apanhou pela frente Arsenal, Tottenham, os referidos reds, e agora defronta o atual campeão em título. Thomas Tuchel só não pode contar com o guarda-redes Mendy e com o médio Pulisic, ambos lesionados.

Já Guardiola tem mais dores de cabeça, porque há vários titulares lesionados, como seja John Stones, Laporte, Gündoğan e Rodri. Além destes, também não pode contar com Oleksandr Zinchenko. O City chega a este duelo depois de ter empatado a zero em casa frente ao Southampton, resultado que interrompeu uma série de três triunfos consecutivos, dois deles por 5-0. De acordo com as odds da Betano.pt, o Chelsea é ligeiramente favorito à vitória.

Real Madrid – Villarreal, 25 de setembro, 20h

Quando na primeira jornada da liga espanhola, o Real Madrid não foi além de um empate a três golos frente ao Levante, parecia que os merengues estavam a dar continuidade à inconsistência de resultados da última temporada, mas não foi isso que aconteceu. Os blancos vão em quatro vitórias consecutivas, com duas delas a serem goleadas, como aconteceu na ronda mais recente, em que cilindrou, em casa, o Maiorca, por 6-1, com três golos de Marco Asensio. Há quatro anos que um jogador espanhol do Real Madrid não fazia um hat trick – o último foi Morata e na história do clube só seis é que alcançaram tal feito.

Atualmente na liderança da liga, com mais dois pontos que o rival Atlético Madrid, os merengues têm em Benzema o seu jogador mais influente. O avançado francês, outrora muito criticado pelos adeptos, já leva oito golos e sete assistências, o que quer dizer que está envolvido em 15 dos 21 golos que a equipa marcou na competição até agora – é o melhor registo ofensivo do Real Madrid na liga desde 1987/88. Além disto, Benzema chegou aos 200 golos na liga espanhola, um grupo que só tinha nove craques até agora.

O

Percebe-se facilmente que o Villarreal não vai ter tarefa fácil sábado no confronto com os madridistas. Atualmente em 11º da liga, o submarino amarelo é uma das seis equipas que ainda não perdeu na edição deste ano da competição. O problema têm sido os empates, já vai em quatro nas cinco jornadas disputadas, tendo ganho pela primeira vez na ronda  a meio da semana – goleada em casa ao Elche, por 4-1. Antes, foram três empates a zero e uma igualdade a dois no campo do Atlético Madrid.  Um dos jogadores em destaque na equipa de Unai Emery tem sido Arnaut Danjuma, internacional pelos Países Baixos, e que foi contratado no início da temporada ao Bournemouth por 20 milhões de euros.

Segundo as odds da Betano.pt, os merengues são claramente favoritos à vitória e os últimos dez confrontos entre os dois conjuntos disputados no Santiago Bernabéu também ajudam a explicar esse favoritismo: o Real Madrid venceu sete partidas, empatou duas e perdeu apenas uma vez.

Arsenal – Tottenham, 26 de setembro, 16h30

Entre os atuais “Big Six” do futebol inglês, os londrinos são aqueles que se encontram no fim dessa lista. Arsenal e Tottenham, que respiram uma das maiores rivalidades do futebol em Terras de Sua Majestade, têm como objetivo para esta temporada garantir um lugar que dê acesso à Liga dos Campeões da próxima temporada, mas até isso será uma tarefa árdua – Liverpool, Chelsea e dos dois clubes de Manchester são os principais favoritos a acabar no top 4 da competição.

Ao cabo de cinco jornadas, Arsenal e Tottenham estão trocados nos resultados. Confuso? Nós explicamos: os gunners começaram com três derrotas consecutivas e venceram os dois últimos jogos. Já os spurs tiveram um início perfeito, com três triunfos, mas contabilizam dois desaires por 3-0 nas recentes rondas da liga inglesa. O Arsenal ocupa atualmente o 13º lugar, enquanto o rival está em sétimo.

A novela em torno de Harry Kane foi um sério problema neste início de época dos spurs. Mas, até ver, o fantástico goleador continua. Entretanto, a contratação do guarda-redes italiano Pierluigi Gollini ao Atalanta, por 17 milhões de euros, é uma grande ameaça para Lloris, que há muito é o dono das redes do Tottenham e acaba contrato no fim desta época. 

O reforço da linha defensiva foi a grande prioridade: chegou Cristian Romero, central argentino ex-Atalanta que custou 50 milhões de euros, e Emerson trocou o FC Barcelona pelos londrinos, a troco de 30 milhões. Lá para a frente veio Bryan Gil, por 30 milhões de euros, do Sevilha. 

Do lado dos gunners, estamos perante o clube que mais gastou no último defeso em Inglaterra. Nuno Tavares (ex-Benfica) custou 8 milhões de euros, Ben White (ex-Brighton) 58,50 milhões, Martin Ødegaard (ex-Real Madrid) 35 milhões, Aaron Ramsdale (ex- Sheffield United) 28 milhões, Takehiro Tomiyasu (ex-Bolonha) 18 milhões e Lokonga (ex-Anderlecht) 17 milhões.

Para o dérbi londrino de domingo há ausências de ambos os lados. O lateral esquerdo Kieran Tierney não está disponível para Mikel Arteta, enquanto Nuno Espírito Santo não pode contar com Lucas Moura, Steven Bergwijn e Ryan Sessegnon. Tendo em conta as odds da Betano.pt, o Arsenal é favorito a ficar com os três pontos da vitória, sendo que nos últimos dez confrontos entre os dois rivais realizado no Emirates Stadium os gunners venceram seis e empataram quatro. O último triunfo forasteiro data de 20 de novembro de 2010, quando os spurs venceram por 3-2.

Lazio – AS Roma, 26 de setembro, 17h

Para muitos, a rivalidade do dérbi Lazio e AS Roma é a maior do futebol italiano e chega por vezes a atingir contornos doentios, sendo infelizmente frequentes os graves confrontos entre adeptos das duas equipas. Esta época, o primeiro duelo entre “laziale” e “giallorossi” chega no domingo, dia 26 de setembro, em partida da sexta jornada da Série A. Podes apostar neste jogo no site da Betano.pt e fica a saber que é esperado um grande equilíbrio, de acordo com as odds para a vitória de cada uma das equipas.

Na classificação, a AS Roma ocupa a quarta posição, a três pontos do líder Nápoles, depois da vitória caseira por 1-0 diante da Udinese na última jornada, com golo de Tammy Abraham. O avançado inglês entrou nas boas graças dos adeptos, não só por esse golaço decisivo, apontado de calcanhar, mas também porque antes do apito inicial foi visto a cantar o hino do clube, juntamente com os adeptos romanos e o momento tornou-se viral. 

Enquanto a AS Roma tem feito um campeonato quase irrepreensível, com quatro vitórias e apenas uma derrota, a Lazio ocupa a sétima posição, já a quatro pontos do grande rival, fruto de duas vitórias, dois empates e uma derrota. Na última ronda empatou a uma bola no terreno do Torino. Curiosamente, os dois clubes trocaram de treinador no final da última temporada. O conceituado Maurizzio Sarri substituiu Simone Inzaghi no banco da Lazio, enquanto José Mourinho rendeu Paulo Fonseca na AS Roma.

Analisando os resultados das equipas de José Mourinho diante de rivais da mesma cidade que tenham nível semelhante, a conclusão é que em toda a sua carreira apresenta uma excelente taxa de 60% de vitórias e de apenas 19% de derrotas. No total, foram 62 jogos, com 37 triunfos, 13 empates e 12 derrotas. 

Até 2016/17, ao serviço de Benfica, FC Porto, Chelsea, Inter Milão e Real Madrid, os resultados foram absolutamente excecionais, com 33 vitórias, dez empates e cinco derrotas em jogos de dérbi. No entanto, pioraram significativamente a partir dessa temporada de 2016/17, quando ingressou no Manchester United, prosseguindo no mesmo tom ao serviço do Tottenham: quatro triunfos, três empates e sete desaires.

Lazio AS Roma: Mourinho continua a ser Special One nos grandes dérbis