Nos últimos tempos, sempre que tem havido uma chicotada psicológica na liga inglesa, o nome de Steven Gerrard costuma ser metido ao barulho, mas o antigo capitão do Liverpool continuava sempre por ficar onde estava e isso era no comando técnico dos escoceses do Glasgow Rangers, ao serviço de quem foi campeão. Até agora. Depois de muitos rumores, o Aston Villa anunciou a contratação Gerrard, que irá assim ocupar o lugar de Dean Smith, despedido na sequência de maus resultados.  

Aston Villa on Twitter: “Aston Villa Football Club is delighted to announce the appointment of Steven Gerrard as our new Head Coach. 🟣 / Twitter”

Aston Villa Football Club is delighted to announce the appointment of Steven Gerrard as our new Head Coach. 🟣

“O Aston Villa é um clube com uma história rica e com tradição no futebol inglês. Estou muito orgulhoso por ser o treinador principal. Após as minhas conversações com a direção, fiquei a saber dos seus planos ambiciosos para o clube e estou ansioso com a oportunidade de os ajudar. Quero também expressar o meu obrigado a todos associados ao Glasgow Ranger por me terem dado a oportunidade de comandar um clube tão icónico. Ter ajudado a alcançar 55.º título. Vão ter sempre um lugar especial no meu coração. Quero desejar aos jogadores, staff e adeptos o melhor futuro possível”, disse o técnico, em declarações ao site, ele que é amigo próximo de Christian Purslow, CEO do Aston Villa.

 

Na última época ao serviço do Liverpool, foi o Aston Villa que impediu Gerrard de chegar à final da Wembley da FA Cup.

Goleador, mas com desilusão no final

Gerrard troca o líder da liga escocesa pelo 16º classificado do melhor campeonato do mundo e que está numa sequência de cinco derrotas consecutivas. O último triunfo dos villains tinha sido frente ao Manchester United, em pleno Old Trafford, por 1-0. Em defesa de Dean Smith, convém relembrar que a equipa ficou sem a sua principal referência, Jack Grealish, que rumou ao Manchester City, a troco de mais de 100 milhões de euros.

O antigo capitão do Liverpool, de 41 anos, aterra em Birmingham depois de três épocas e meia no Rangers, naquela que foi a sua primeira experiência como treinador. Ao longo da sua carreira de jogador, Gerrard só vestiu duas camisolas: a dos reds e a dos Los Angeles Galaxy, ao serviço de quem se reformou em 2016.

Mas, sejamos honestos, a carreira dele acabou mesmo no fim da temporada de 2014/15, quando vestiu pela última vez a camisola número 8 do Liverpool. Nessa temporada, o antigo capitão podia ter-se despedido a disputar a mítica final da Taça de Inglaterra, em Wembley, mas os reds foram eliminados nas meias-finais… pelo Aston Villa. Mas o clube também não se fica a rir por completo, uma vez que foi a maior vítima de Gerrard ao longo dos anos que passeou classe pelos relvados ingleses. É que o seu atual patrão é a equipa contra quem Gerrard mais golos marcou durante a carreira: foram 13 golos em 27 jogos, que incluiu de um hat-trick em 2009.

Mas como no futebol a memória é curta, provavelmente já ninguém se lembra disto lá para os lados de Birmingham…